Futebol na Rede

  • G+
  • Facebook
  • Twitter
  • Feed

Futebol Internacional

- . |

Futebol Internacional

Brasileiros buscam novo protagonismo no futebol japonês

Dois brasileiros com histórias diferentes no futebol japonês começam a temporada de 2015 com o mesmo objetivo: voltar a ser protagonistas. Leandro Domingues, meia do Nagoya Grampus, vai para o seu sexto ano na Terra do Sol Nascente, enquanto que o jovem Caio, de 20 anos, atacante do Kashima Antlers, faz apenas sua segunda temporada profissional no Japão. Porém, a história de sucesso de ambos faz com que comecem 2015 com boas expectativas. 

Leandro já foi eleito o melhor jogador do Japão por duas vezes: em 2010, em sua primeira temporada, quando levou o Kashiwa Reysol ao título da segunda divisão; e em 2011, no título da J-League. Sua equipe disputou o Mundial de Clubes em 2012, onde chegou até as semifinais, sendo eliminado pelo Santos de Neymar. Ainda pelo Reysol, conquistou outros títulos e se tornou um dos atletas estrangeiros com mais prestígio no futebol japonês em todos os tempos. Desde que chegou ao Nagoya, na parada da Copa do Mundo do Brasil, ano passado, jogou apenas 11 vezes e marcou dois gols. Agora, totalmente recuperado das lesões que o deixaram fora de combate, ele quer reviver seus melhores momentos. 

“Nada como um dia após o outro. Ano passado tive o azar de ter algumas lesões que me impediram de ter uma boa sequência pelo Nagoya. Como eu cheguei no meio do ano, precisava jogar para pegar o entrosamento. Mas, mesmo se ser o ideal, consegui ajudar o time a se manter na primeira divisão. Nesse ano, totalmente recuperado e já adaptado ao estilo de jogo e aos companheiros, estou com a motivação redobrada. Ainda mais com a chegada do meu segundo filho – em dezembro de 2014. Tenho certeza que o Davi vai trazer vitórias, assim como foi com o Leandrinho, meu primeiro filho, que curtiu toda a boa fase e os títulos nos primeiros anos aqui no Japão”, torce o camisa 33 do Grampus. 
 
A mesma alegria se vê no jovem Caio, que fez em 2014 sua primeira temporada como profissional e terminou o ano eleito a Revelação do campeonato. Ter entrado para a história do futebol japonês, afinal o troféu que ganhou foi inédito, pois, até então, a Associação Japonesa de Futebol só havia elegido jogadores nativos para esse prêmio, lhe deu ainda mais motivação para entrar na temporada com o pé direito. 

“O ano de 2014 foi o mais importante da minha vida. Sabia que teria que fazer uma temporada perfeita para garantir minha carreira aqui no Japão e consegui. O prêmio foi uma coroação de todo meu esforço e fiquei muito feliz. Agora tenho que pegar tudo o que aconteceu de bom comigo ano passado e usar como motivação para 2015. Quero muito ajudar o Kashima a voltar a conquistar títulos”, afirmou o camisa 7. 

As estreias de cada um em suas equipes já têm data marcada. O Kashima Antlers entra em campo dia 25 deste mês, pela fase de grupos da Copa dos Campeões da Ásia, para enfrentar o Western Sydney Wanderers, da Austrália. Já o Nagoya Grampus atuará só dia 7 de março, na primeira rodada do campeonato japonês, em casa, contra o recém subido à primeira divisão, Matsumoto Yamaga.

MAIS NOTICIAS - FUTEBOL INTERNACIONAL

Grêmio treina em Abu Dhabi