Futebol na Rede

  • G+
  • Facebook
  • Twitter
  • Feed

Libertadores

- Site oficial do Grêmio |

Libertadores

Grêmio goleia o Guaraní-Par e segue com a melhor campanha da Libertadores

Com três gols de Lucas Barrios e um de Geromel, Tricolor bate o time paraguaio na Arena diante de mais de 21 mil torcedores

Grêmio goleia o Guaraní-Par e segue com a melhor campanha da Libertadores
Foto: Lucas Uebel/Site oficial do Grêmio

A quinta-feira foi de Libertadores na Arena. O Grêmio entrou em campo para um novo confronto com o Guaraní-PAR, equipe a qual empatou na última semana em 1 a 1, com time alternativo, em Assunção, no Paraguai.
Porém, na Arena, o resultado foi diferente: desta vez, com a vitória tricolor por 4 a 1.
Apesar da primeira etapa ter iniciado melhor para o time visitante, o Grêmio não ficou atrás e conseguiu logo aos 7 minutos abrir o marcador com Lucas Barrios. O paraguaio recebeu um cruzamento de Luan e, de cara com o goleiro, concluiu a gol. Vinte minutos depois, Barrios ampliou o placar, marcando seu segundo na partida - Marcelo Oliveira o acionou no meio da área; ele dominou e chutou na saída do goleiro Aguilar. Já o Guaraní conseguiu descontar com um gol contra de Léo Moura, após uma desatenção, aos 32 minutos. O Tricolor ainda perdeu um pênalti com Luan, mas não se abalou. No último lance da primeira etapa, aos 48', Léo Moura cobrou escanteio da direita, na cabeça de Geromel, que desviou, mandando a bola para o fundo das redes.
A segunda etapa foi mais equilibrada, com ambas as equipes se lançando ao ataque. No entanto, a partir da metade do segundo tempo, o Tricolor recuou, possibilitando aos adversários chegarem por mais vezes a meta gremista. Mas o Grêmio chegou ao seu quarto gol. Pela terceira vez, Lucas Barrios. O atacante foi acionado por Lincoln, cortou pra perna direita e mandou uma bomba, sem chances de defesa do arqueiro paraguaio, aos 33 minutos.
As alterações foram feitas: Miller Bolaños - por lesão já no primeiro tempo - Luan e Lucas Barrios, foram substituídos por Arthur, Lincoln e Everton, nesta ordem.
Com o resultado, o Grêmio segue na liderança do Grupo 8 e chega a 10 pontos, fazendo a melhor campanha da Libertadores da América.
Escalação: Marcelo Grohe, Léo Moura, Geromel, Kannemann, Marcelo Oliveira, Jailson, Ramiro, Miller Bolaños, Pedro Rocha, Luan e Lucas Barrios.
Banco: Bruno Grassi, Rafael Thyere, Bruno Cortez, Arthur, Kaio, Lincoln e Everton.
A arbitragem foi comandada pelos argentinos Patricio Loustau, auxiliado por Hernan Maidana e Gustavo Rossi.

O jogo:
Primeiro Tempo
A saída de bola foi da equipe gremista, mas quem chegou pela primeira vez ao ataque foram os paraguaios, com Néstor Camacho, que arriscou de longe a gol. A bola se perdeu a esquerda da meta gremista, nos dois primeiros minutos de jogo. Em seguida, o Guaraní fez mais uma investida, novamente com o atacante. Ele recebeu na intermediária, pelo meio e arrematou de perna esquerda, mas mandou por sobre o gol.
O Grêmio tentou atacar pela direita, com Pedro Rocha acionando Luan, mas a bola saiu forte demais e se perdeu pela linha lateral.
Aos 7 minutos, o primeiro descontrole na Arena. O Tricolor trabalhou bem a bola, de pé em pé, tramando boa jogada. Barrios iniciou o lance, dando passe para Léo Moura na direita. O lateral deu para Luan, que tabelou com Jailson e cruzou na área. Lucas Barrios chegou bem para concluir, deslocar o goleiro e mandar para o fundo das redes.
O Guaraní buscou responder logo na sequência, mas sem sucesso - a defensiva do Tricolor estava atenta e afastou o lance. No contra-golpe, o Grêmio se lançou em velocidade com Miller Bolaños. A bola chegou até Ramiro, que chutou a gol, mas a zaga desviou para escanteio. Dois escanteios seguidos cobrados por Luan, mas cortados pelos paraguaios.
Em uma jogada na divisória do gramado, Miller Bolaños sofreu uma carga do jogador adversário, que entrou de carrinho, tendo que ser substituído por Arthur, aos 13 minutos.
O Tricolor teve mais uma oportunidade: Marcelo Oliveira, na esquerda partiu pra dentro da área, passando pela marcação de dois adversários, que conseguiram retomar e cortar o lance pra escanteio.
O Guaraní tentou jogada pela esquerda, com um cruzamento feito de dentro da área, para o meio, mas zaga fez o corte para lateral. Logo em seguida, a mesma jogada foi feita, mas novo corte providenciado. No contra-golpe, pedro Rocha recebeu na intermediária de ataque, passou por dois marcadores, mas acabou desarmado.
Aos 27 minutos, pela segunda vez, Lucas Barrios marcou. Em uma jogada pela esquerda, Pedro Rocha deu passe para Marcelo Oliveira, que acionou o paraguaio no meio da área. Barrios dominou e chutou na saída do goleiro Aguilar. Grêmio 2 a 0, na Arena.
Já os paraguaios buscaram responder com García, que chutou por duas vezes, mas acabou bloqueado por Geromel.
O Guaraní chegou ao gol aos 32 minutos, em uma jogada de desatenção do Tricolor. Carlos Rolón cruzou da direita, Léo Moura tentou afastar, mas a bola quicou e bateu no lateral, indo direto para o gol. Marcelo Grohe tentou alcançar, mas não conseguiu.
No ataque, Pedro Rocha tentou um lançamento por cima para Luan, mas Bartomeus cortou. Logo na sequência, aos 38 minutos, uma boa jogada do Grêmio foi tramada com uma tabela com Ramiro, Arthur e Luan. Ramiro recebeu o último passe e tentou um cruzamento, mas zaga cortou para escanteio.
Pressionando, mais uma vez, os gremistas chegaram até o arqueiro Aguilar. Arthur recebeu o passe de Lucas Barrios, mas após bate-rebate, invadiu a área e sofreu um carrinho de Bartomeus. Pênalti. Luan foi para a cobrança, mas não converteu. Chutou no canto direito, para Aguilar cair e fazer a defesa, mandando para escanteio.
Da intermediária, pela esquerda, o Tricolor teve nova oportunidade, com uma cobrança de falta, sofrida novamente por Arthur, aos 43'. Luan cobrou, mas a defensiva afastou.
No meio campo, Arthur retardou uma jogada e na sequência, foi acertado com uma cotovelada no rosto, dada por Néstor Camacho, que foi expulso pelo lance. Na confusão, Arthur levou amarelo, assim como Lucas Barrios.
O terceiro gol veio aos 48', no último minuto. Léo Moura cobrou escanteio da direita, direto na cabeça de Geromel, que desviou, mandando a bola para o fundo das redes.
Jogo finalizou aos 48'.

Segundo tempo
O Grêmio voltou a campo com a mesma formação que terminou a primeira etapa.
Com a saída de bola, os paraguaios voltaram para o segundo tempo buscando pressionar e levar perigo a meta gremista. Logo no primeiro lance, Contrera se aproveitou de uma falha do Tricolor e saiu em velocidade pelo meio, cortou pra perna esquerda e chutou a gol. A bola passou à esquerda de Marcelo Grohe.
O Tricolor respondeu a altura. Pela direita, Pedro Rocha invadiu a área e alçou no segundo poste para Luan, que bateu de primeira, mas pegou mal e mandou por sobre a meta de Aguilar.
O Grêmio chegava pelo meio com Luan, que depois de trabalhar a bola com Pedro Rocha, recebeu e caiu entre os marcadores. Pediu falta, mas nada assinalado. Em seguida, de novo no ataque, Marcelo Oliveira fez um cruzamento da esquerda buscando Barrios, mas Bartomeus estava no lance e conseguiu recuar para o goleiro paraguaio.
Aos 8 minutos, Léo Moura foi até a linha de fundo e fez um cruzamento na área, mas Cabral estava lá e afastou para o Guaraní. Sorte deles!
O Tricolor seguiu pressionando. Léo Moura novamente fez novo cruzamento, buscando Barrios, que fez o domínio, girou e acionou Marcelo Oliveira, mas o lateral acabou desarmado. Na sequência, Ramiro fez novo lançamento na área e o paraguaio acabou dividindo com marcador e caiu no gramado.
De pé em pé, Luan deu passe para Pedro Rocha, que abriu para a esquerda, para Marcelo Oliveira. O lateral dominou, invadiu a área e chutou a gol. A bola foi com perigo, mas bateu na rede, pelo lado de fora, com 13 minutos.
Outra oportunidade veio da cobrança de escanteio de Luan, que mandou fechado no primeiro poste. A defensiva cortou, a sobra ficou com Ramiro, que concluiu, mas a bola passou por sobre a meta.
De novo no ataque, Jailson fez um passe para Léo MOura, na direita. O lateral deu bom passe para Barrios que já ia cruzando na área, mas acabou sendo flagrado em impedimento. Jogada anulada.
Ramiro sofreu claramente uma falta, recebendo uma cotovelada no rosto. Nada foi assinalado. Como o jogo não havia parado, o Guaraní teve uma falta a seu favor, frontal, de longa distância. A bola foi colocada na área, Luis Cabral subiu para cabecear e mandar pra fora. O jogador, da mesma forma, já estava em posição de impedimento.
Os adversários tentaram com cruzamento na área, mas Kannemann fez o corte pela lateral.
Aos 22 minutos, os gremistas tiveram nova chance. Ramiro tentou fazer um lançamento para Barrios, mas o jogador não conseguiu alcançar, a bola correu demais e acabou com o Aguilar.
O Guaraní chegou com um cruzamento feito para Palau, que tentou o desvio de cabeça, mandando direto ao gol. Marcelo Grohe conseguiu a defesa. Em seguida, Rolón tentou lançamento para a área da direita, houve o desvio e a bola se perdeu pela linha de fundo. No escanteio, Contrera mandou fechado e Grohe atento fez a defesa.
Substituição no Tricolor: Saiu Luan, entrou Lincoln, aos 26 minutos.
Os paraguaios não ficaram parados e ameaçaram por vezes seguidas. Pela direita, Contrera tentou alçar na área, mas a defesa estava atenta e cortou pela lateral.
E o quarto gol saiu dos pés dele, de Lucas Barrios, que assinou o seu terceiro gol na partida. Com uma jogada rápida, Lincoln foi acionado por Pedro Rocha. O meia percebeu a entrada de Barrios e acionou o atacante, que dominou e mandou de perna direita; uma bomba, sem nenhuma chance de defesa do goleiro Aguilar, aos 33 minutos.
Aos 34', o paraguaio foi substituído e saiu do campo sob aplausos. Em seu lugar, Everton.
O Tricolor seguiu ameaçando. Everton tentou uma jogada individual pelo lado esquerdo, mas perdeu o domínio e a bola ficou com a defesa dos visitantes.
Já o Guaraní chegou aos 41 minutos, com Rolón recebendo um cruzamento do lado esquerdo e chutando cruzado. A bola passou perto da meta.
Em seguida, Kannemann deu uma boa arrancada, partindo em velocidade para dentro da área, mas acabou dividindo com marcação. Houve pedido de pênalti, mas nada foi assinalado.
Jogo finalizou aos 47 minutos.
Público Pagante: 19.184
Público Não-Pagante: 2.116
Público total: 21.300 torcedores
Renda: R$593.856

MAIS NOTICIAS - LIBERTADORES

Soy Loco por Tri