Futebol na Rede

  • G+
  • Facebook
  • Twitter
  • Feed

Libertadores

- Site oficial do Palmeiras |

Libertadores

Palmeiras sofre revés no fim e decide vaga às quartas da Libertadores em casa

Palmeiras sofre revés no fim e decide vaga às quartas da Libertadores em casa
Foto: Cesar Greco/Site oficial do Palmeiras

O Palmeiras fez jogo melhor e suportou a pressão do Barcelona-EQU durante os 90 minutos, mas, já nos acréscimos da segunda etapa, sofreu revés por 1 a 0 para os equatorianos na noite desta quarta-feira (05), em Guayaquil, no Equador, pela partida de ida das oitavas de final da Conmebol Libertadores Bridgestone.
O Verdão retorna a campo para decidir a vaga à próxima fase da competição continental diante do Barcelona-EQU no dia 9 de agosto, às 21h45, no Allianz Parque. Já o próximo compromisso alviverde será pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo (9), às 16h, contra o Cruzeiro, no Mineirão, pela 12ª rodada.
O jogo
O primeiro tempo do duelo entre Palmeiras e Barcelona ficou marcado pela forte marcação por parte de ambas as equipes. Os times não deixaram barato e fizeram jogo duro, típico de Libertadores.
Apesar da falta de jogadas plásticas e chances reais de bola na rede, o Verdão se saiu melhor no período e ameaçou a meta de Banguera pela primeira vez aos 20 minutos: em jogada de contra-ataque, Dudu deu bola açucarada para Willian na ponta direita. No chute cruzado do camisa 29, o arqueiro do Barcelona salvou com os pés. Foi o único lance de perigo de gol da primeira metade do duelo.
O Barcelona tentou apertar o Palmeiras no campo de defesa nos primeiros instantes da etapa final, mas, a exemplo do tempo inicial, a retaguarda alviverde levava a melhor e neutralizava as investidas do adversário. A primeira alteração do técnico Cuca no jogo foi no ataque: aos 18, Róger Guedes entrou no lugar de Zé Roberto – com a mexida, Dudu virou armador do Verdão.
Diante da pressão dos equatorianos, o Alviverde se fechou e segurou o ímpeto do rival. Aos 26, Dudu deu lugar a Michel Bastos, que ficou como armador do time. Logo em seu primeiro toque na bola, em um dos poucos ataques palestrinos no período, o camisa 15 ajeitou para Willian soltar o pé da entrada da grande área. Banguera, meio esquisito, salvou o Barcelona de levar o gol.
A última alteração do técnico palmeirense na partida veio aos 33: Keno entrou no lugar de Borja – Willian passou a jogar pelo meio no comando de ataque. O Verdão segurou a pressão equatoriana durante o segundo tempo todo, mas, em chute de Alvez, aos 46, a bola desviou no meio do caminho, enganou Fernando Prass e morreu na rede. (Barcelona 1x0 Palmeiras)
Escalação: Fernando Prass; Tchê Tchê, Yerry Mina, Luan e Juninho; Thiago Santos, Bruno Henrique e Zé Roberto (Róger Guedes); Dudu (Michel Bastos), Willian e Borja (Keno)
Gol
Barcelona-EQU: Jonatan Alvez (46’ – 2ºT)
Cartões amarelos: Zé Roberto, Juninho e Tchê Tchê

MAIS NOTICIAS - LIBERTADORES