Futebol na Rede

  • G+
  • Facebook
  • Twitter
  • Feed

Libertadores

- Site oficial do Grêmio |

Libertadores

Porto Alegre toda azul: Tricampeões são recepcionados por milhares de gremistas

A delegação gremista aterrissou em Porto Alegre por volta de 8h30 da manhã e seguiu em carreata pelas ruas da capital

Porto Alegre toda azul: Tricampeões são recepcionados por milhares de gremistas
Foto: Lucas Uebel/Site oficial do Grêmio

Renato decretou, e os gremistas obedeceram: a quinta-feira ganhou ares de feriado para a recepção do grupo tricampeão da Conmebol Libertadores Bridgestone. Do céu ao asfalto, a cidade foi pintada de azul. Milhares de gremistas acompanharam os heróis tricolores do aeroporto Salgado Filho à Arena, em uma carreata que durou mais de três horas.
A delegação gremista aterrissou em Porto Alegre por volta de 8h30 da manhã, após um atraso na saída de Buenos Aires. Desde o fim da madrugada torcedores eufóricos se concentravam no Portão 8 do aeroporto. Quando os jogadores apareceram na saída da Avenida Sertório, a comemoração foi de um gol libertador: lágrimas, sorrisos e abraços entre pessoas que talvez nem se conhecessem.
Durante o trajeto, o trio elétrico que transportou os jogadores foi até o Centro Histórico, sempre com os fanáticos tricolores caminhando ao lado do veículo, “com o Grêmio, onde o Grêmio estiver”, como manda o hino de Lupicínio. Foi a vez dos guerreiros que lutam em campo serem protegidos por uma nação apaixonada nas ruas de Porto Alegre.
Se há um ápice após a conquista do Tri da América, este aconteceu na Arena: 25 mil gremistas encheram o estádio ainda pela manhã para receber seus ídolos. Se nem La Fortaleza intimidou os gremistas, não seria o sol forte que o faria. A Copa chegava em nossa casa pela terceira vez, e todos queriam um pedaço da América para matar a saudade. A sinergia entre Grêmio e torcida transformava a Arena num último capítulo de uma campanha épica.
Agora é hora de respirar fundo e deixar cair a ficha. O Grêmio é tricampeão da América. E na próxima semana teremos pela frente um desafio não continental, mas do tamanho do mundo. Nós vamos acabar com o planeta!

MAIS NOTICIAS - LIBERTADORES