Futebol na Rede

  • G+
  • Facebook
  • Twitter
  • Feed

Campeonato Carioca

- Site oficial do Vasco |

Campeonato Carioca

Vasco: Presidente Eurico Miranda anuncia Isaías Tinoco e reformulação do Departamento de Futebol

Vasco: Presidente Eurico Miranda anuncia Isaías Tinoco e reformulação do Departamento de Futebol
Foto: Paulo Fernandes/Site oficial do Vasco

A reformulação total do Departamento de Futebol do Vasco foi o tema da entrevista coletiva desta quarta-feira (09/12) do presidente Eurico Miranda. Na oportunidade, o dirigente anunciou a contratação de Isaías Tinoco para a Gerência de Futebol e informou outros assuntos importantes relacionados ao futuro do clube em 2016. 
 
Reformulação 
 
"Tomei a decisão de fazer uma reformulação completa no futebol do Vasco. Em primeiro lugar, tínhamos resolvido o problema do treinador e seu auxiliar. A reformulação é completa e geral. Começa por aquele que vocês devem estar mais interessados: Paulo Angioni e mais o auxiliar dele, preparação física, os que estão na logística. Todos aqueles que compõem hoje o Departamento de Futebol sairão. Pode ser que possa ficar um ou outro, mas a intenção é a reformulação completa ". 
 
José Luis Moreira 
 
"Ele (José Luis Moreira) optou pela licença e está licenciado. Não terá outro no lugar dele até o seu retorno, já adianto isso". 
 
Isaías Tinoco 
 
"Para a reformulação tem um ponto de partida. Não coloco em cargos principais qualquer pessoa que não seja da minha inteira e total confiança. E eu vou trazer uma pessoa que é da minha confiança, que é o Isaias Tinoco. . Hoje usam uma nomenclatura que eu não uso, esses contratados serem diretores. O Isaias vem para assumir a gerência no futebol, não como diretor executivo, que é um cargo que nos não tínhamos e continuamos a não ter. Ele vem substituir o primeiro, que era o Paulo Angioni, que era o gerente de futebol. Todas as matérias que vi sobre mudança no futebol foram absoluta especulações. Dito isto, a reformulação não é de uma pessoa, é geral" . 
 
Após essas declarações, o presidente Eurico Miranda passou a responder as perguntas dos jornalistas. 
 
Jorginho e Zinho 
 
"Depois do acerto com Jorginho e seu auxiliar Zinho, eu parti para a reformulação. Eles permanecem". 
 
Isaías Tinoco começa quando?
 
 
"Ele ainda não começou, deve ser amanhã (quinta-feira). Ainda vamos conversar direitinho com ele".
 
Vice-presidência de Futebol

"Ele não saiu, pediu licença e não terá outro vice de futebol. Continuamos da forma como sempre. Outro vice não será nomeado. Além de precisar se dedicar mais aos negócios, ele não estava se sentindo bem por toda essa situação, pela pressão que existe no futebol. É de manhã, tarde e noite. Ele estava se sentindo incomodado, mas não teve em momento algum qualquer tipo de problema de relacionamento interno com a  Diretoria ou com as pessoas do Vasco. Sempre trabalhou e  essa  ligação continua   forte comigo. Sinto muito a falta dele nesse momento, mas ele continua o mesmo. A maior demonstração que eu dou  é  que deixei muito claro: ele se licencia, mas não coloco outro no lugar. Acredito que será por pouco tempo".
Presidente acumula vice-presidência de futebol
 
"Diria que sim, vai ser como acumular. O que vier a acontecer, tem que ser do meu conhecimento, com certeza. Posso até não ter a presença física, mas o que vier a acontecer vai ter que ser do meu conhecimento".
 
Mudanças no departamento de futebol
 
"Todos vão sair. Não tem um que não vai sair. Pode ser que saiam de seus cargos e na reformulação um ou outro seja reaproveitado. Mas todos vão sair. No comando não tem mudança, porque continuo comandando. No futebol do Vasco mando eu e meu vice de futebol, que pediu licença. Se a coisa não deu certo, temos que reformular. Vou fazer isso. Único que estou trazendo e é de minha confiança, e posso noticiar, é o Isaías. Fora isso não tem ninguém cotado. Quem contrata no Vasco sou eu. Podem me dar sugestões, mas quem contrata sou eu. Estou aberto a sugestões. Ninguém mais contrata, até porque sou eu que pago".
 
CAPRRES
 
"Optamos pela criação do Caprres, que já funciona e terá sua sede construída até abril. Alex Evangelista  cuida da parte científica, nada a ver com a logística do futebol, com a preparação de campo. É um projeto que continua e tem dado resultado. Terminamos o campeonato sem jogadores lesionados, o que demonstra a eficiência do departamento. Médicos e fisioterapeutas são do Departamento Médico, que é interligado ao futebol, mas é independente". 
 
Mudanças no elenco
 
"Muito se fala que o Vasco tem 43 jogadores. Quero deixar claro que não investi um centavo em contratações em 2015. A não ser nos salários. A reformulação será também do próprio elenco. Cerca de 90% dos atletas que encerram seus contratos não terão o contrato renovado. Os contratos em vigor serão honrados. Se o treinador entender que algum com contrato não será aproveitado, veremos o destino deles".
 
Fair Play e apoio ao Goiás
 
"Se o que o Goiás pleiteia tem fundamento legal, da forma como ele entrou, estou de acordo. Mas preciso saber qual a fundamentação. Uma coisa é a lei. Outra coisa é a aplicação da lei. Pude dizer antes que um dos motivos que levou o Vasco a não ter condição de fazer investimentos no futebol foi o fato de manter as obrigações em dia".
 
Solidão
 
"Acho que tenho até gente demais ao meu redor. Tenho uma maneira de conduzir o futebol e não vou mudar. Me dou muito bem com meus vice-presidentes, diretores, assessores, mas o futebol, a maneira como vejo o futebol, eu blindo o futebol. Se  falasse que estou só, é por minha culpa".
 
Futuro
 
"Na reunião do Conselho Deliberativo dessa terça, houve um voto de louvor aos jogadores, ao treinador e ao seu auxiliar pela maneira que eles se comportaram nesse final, honrando a camisa do Vasco. O fato de ter o rebaixamento não tira o mérito do comportamento deles. Quanto ao desafio do próximo ano, tem uma certeza e não é frase de efeito: o Vasco volta à Série A. Isso eu não tenho a menor dúvida. É o planejamento que nós temos e vamos fazer por onde. E não é a volta a Serie A a única coisa que pretendemos. Não queremos voltar com dificuldades".
 
Brasileirão deste ano
 
"O acerto foi um pouco tardio.  Não foi culpa de A, B ou C. A responsabilidade pelo que ocorreu foi minha. Eu tinha uma opção, ou  saneava o clube ou ia para a aventura. Optei por sanear. Não tinha como contratar. Se me disser que foi feita uma analise técnica do jogador… não foi. Era o que tinha no momento. Se esses jogadores que vieram não deram certo, trouxemos outros. Aparecia a oportunidade e nós contratávamos, desde que não fosse necessário investir".
 
Trabalho na Base
 
"Vamos ter uma política de trazer muitos jogadores da base para mesclar com o grupo atual. Sobre  Serginho,  tem chance de ficar. Tenho interesse. Os que têm contrato eu não tenho interesse em liberar. Vamos mesclar e puxar jogadores da base.
 
Prioridade nas mudanças
 
"Todos (do Departamento de Futebol) estão fora. Os novos profissionais que serão contratados  não vão influir na decisão do elenco. Vamos sentar com o Jorginho e ele vai chegar e colocar os jogadores que gostaria que permanecessem. A escolha é do treinador, com a participação do Isaías e comigo".

MAIS NOTICIAS - CAMPEONATO CARIOCA