Futebol na Rede

  • G+
  • Facebook
  • Twitter
  • Feed

Campeonato Carioca

- Site oficial do Fluminense |

Campeonato Carioca

Fred marca três vezes, e Fluminense fica no empate com o Madureira

Fred marca três vezes, e Fluminense fica no empate com o Madureira
Foto: Nelson Perez/Site oficial do Fluminense

O capitão Fred marcou três vezes, chegou a 167 gols e ultrapassou Hércules no posto de terceiro maior artilheiro da história do Fluminense, mas o Time de Guerreiros ficou no empate em 3 a 3 contra o Madureira na tarde desta quinta-feira, 11, no Moacyrzão, em Macaé, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Carioca. Após sair atrás por 2 a 0 e buscar a virada na segunda etapa, o Tricolor foi castigado com gol fim.
Na próxima rodada, o Fluminense enfrenta a equipe do Tigres do Brasil, às 19h30, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela quarta rodada do Estadual.
Notícias
Publicado em 11 de fevereiro de 2016 às 19h07

Fred marca três vezes, e Fluminense fica no empate com o Madureira

 0  0  0
 
O capitão Fred marcou três vezes, chegou a 167 gols e ultrapassou Hércules no posto de terceiro maior artilheiro da história do Fluminense, mas o Time de Guerreiros ficou no empate em 3 a 3 contra o Madureira na tarde desta quinta-feira, 11, no Moacyrzão, em Macaé, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Carioca. Após sair atrás por 2 a 0 e buscar a virada na segunda etapa, o Tricolor foi castigado com gol fim.
Na próxima rodada, o Fluminense enfrenta a equipe do Tigres do Brasil, às 19h30, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela quarta rodada do Estadual.
 
A partida começou muito movimentada. Com forte presença no campo de ataque, o Fluminense tinha mais posse de bola, mas o Madureira levava perigo no contra-ataque. E numa partida em velocidade de Formiga, aos sete minutos, o Tricolor Suburbano abriu o placar no Moacyrzão. O empate quase veio aos 12, quando Daniel lançou Gustavo Scarpa, que tocou na saída do goleiro Rafael, mas a defesa adversário salvou quase em cima da linha. Três minutos depois, Wellington Silva recebeu lançamento primoroso de Diego Souza, mas ao tentar o toque no canto, acabou batendo para fora.
O Tricolor seguiu pressionando em busca do empate, mas faltava o último toque. Aos 33 minutos, o Madureira acabou marcando o segundo, com João Carlos, que aproveitou cruzamento da direita. Mas não houve tempo do adversário comemorar. No lance seguinte, Fred dividiu com a zaga após cruzamento de Wellington Silva, e Gustavo Scarpa pegou a sobra. O camisa 40 limpou o lance e voltou a servir o capitão tricolor, que bateu forte e diminuiu. Foi o primeiro gol do camisa 9 na partida, o de número 165 pelo Flu, tornando o atacante o terceiro maior artilheiro da história do clube ao lado de Hércules. Mas o segundo tempo reservou mais.
Com um jogador a mais desde a expulsão de Ernani, do Madureira, aos 39 minutos do primeiro tempo, o Fluminense se lançou o ataque em busca do empate e da virada. Magno Alves e Marcos Junior entraram nos lugares de Pierre e Giovanni, respectivamente. Mas o Madureira também assustava. O Flu, no entanto, tinha Diego Cavalieri, que fez duas grandes defesas. A primeira aos quatro minutos, em chute de longe de Geovanne Maranhão, depois aos oito, em batida à queima roupa de Formiga.
De tanto insistir, o Fluminense conseguiu o empate. Em belo cruzamento de Gustavo Scarpa da esquerda, Fred se jogou na bola de carrinho e só escorou para o fundo do gol, igualando o marcador e levantando a torcida tricolor presente em Macaé. Nesse momento, o camisa 9 se tornou o terceiro maior artilheiro da história de forma isolada, com 166 gols. Mas o capitão não parou por aí.
Aos 23 minutos, veio o hat-trick. Wellington Silva fez o cruzamento, o estreante da tarde Diego Souza escorou de cabeça para a área, e Fred, livre, dominou e estufou as redes adversárias para marcar o terceiro dele e do Fluminense, virando o jogo em Macaé. Muito cansado por conta do gramado pesado, o camisa 9 foi substituído logo depois por Douglas, que recompôs o meio-campo após as substituições ofensivas em busca do resultado.
O Fluminense estava muito mais perto do quarto gol, em em bola cruzada do lado esquerdo, o zagueiro do Madureira, Jorge Felipe, em posição duvidosa, cabeceou para o gol, tirando qualquer chance de defesa de Cavalieri e deixou tudo igual, dando números finais ao jogo. Um castigo que o Time de Guerreiros não merecia por toda a entrega durante a partida.
MADUREIRA 3 X 3 FLUMINENSE
Data e hora: 11/02/2016, às 19h30 (horário de Brasília)
Local: Moacyrzão, em Macaé (RJ)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Michel Correia (RJ)
Gols: Formiga, aos 7′/1º tempo (1-0); João Carlos, aos 33′/1º tempo (2-0); Fred, aos 34′/1º tempo (2-1), 11′/2º tempo (2-2) e 23′/2º tempo (2-3) e Jorge Felipe, aos 44′/2º tempo (3-3)
Cartões amarelos: William, Everton, Rafael (MAD); Henrique, Marcos Junior, Daniel e Wellington Silva (FLU)
Cartão vermelho: Ernani (MAD)
Público / renda: 1.379 pagantes e 1.743 presentes / R$ 36.620,00
Madureira: Rafael; Formiga; Daniel, Jorge Felipe e Gerley (Arthur Faria, Carlos Antônio); William, Everton, Leandro Chaves (Paulo Renê) e Geovane Maranhão; Ernani e João Carlos – Técnico: Alfredo Sampaio.
Fluminense: Diego Cavalieri; Wellington Silva, Henrique, Marlon Santos e Giovanni (Marcos Junior); Pierre (Magno Alves), Cícero, Gustavo Scarpa, Daniel e Diego Souza; Fred (Douglas) – Técnico: Eduardo Baptista.

MAIS NOTICIAS - CAMPEONATO CARIOCA